terça-feira, 6 de abril de 2010


Há muito muito tempo... Não há tanto tempo assim mas há tanto que nem ela sabe bem quando foi.
2001? 2002?
.
O palco da história é literalmente um palco.
Entre figurantes e personagens secundários os protagonistas assumem posições aleatórias, esperando deixas e dicas, sem preocupações com textos memorizados ou inícios de cena com a cortina a abrir.
Subiram ao palco. Ela primeiro com a sua legião. Ele depois.
Aplausos.
Não contracenaram juntos. Não houve um diálogo em palco.
.
"Liga-me depois!"
.
O palco expandiu-se e sobrepôs-se à rotina. Tornou-se musical, competitivo, saudável, intenso, cénico. Cresceu e tornou-se criança mimada... pelos dois.
.
E a cortina desceu. Mas ele e ela permaneceram de mãos dadas em cima do palco.
.
.

4 comentários:

Anónimo disse...

Lindo... E como em qualquer historia... Viveram Felizes para sempre... Ora longe, ora perto... Mas sempre de maos dadas... Em cima de um palco... :D

Saint and Sinner disse...

bonito :)

tens um miminho no meu blog *

Anónimo disse...

Entao já la vao uns dias sem posts... i miss you* :)

biga disse...

Um dia escrevo-te outro.