quinta-feira, 29 de outubro de 2009


Que a força do medo que tenho
não me impeça de ver o que anseio
que a morte de tudo em que acredito
não me tape os ouvidos e a boca
porque metade de mim é o que eu grito
mas a outra metade é silêncio.
Oswaldo Montenegro

1 comentário:

Marina Almeida disse...

Fantastico...tou-me a deliciar com o teu blog!