quarta-feira, 24 de junho de 2009

my first time.

.
.
.
Quem diria... Eu até sou assim um bocadinho pro púdica. Vá, um bocadão!
Então não é que eu nunca fiz o belo do topless? Nunca, nunquinha! Toda a gente faz, já fez, está a fazer, vai fazendo e eu nadinhaaaa! Até ontem! E graças a quem? Aos belos dos rapazes morenaços e musculados de pés descalços e óculos de marca? Nop. Para ser alvo de inveja das betinhas de biquíni lightning bolt? Nem por jeitos. Para ver quantas garrafas de 1.5L conseguia encher com a baba dos senhores assim a dar pro velhote que fazem mais praia num ano do que eu em toda a minha vida? Frio! Muito frio. Hmmm... Espera... Só se for para ser alvo de escárnio e mal-dizer por parte das belas das varinas de meia idade que esticam o corpinho ao sol para que o novo laranja do cabelo combine melhor com o tom de pele. Até fiquei com friooooo! Naaaaaaa. Dêem graças ao Senhor que um dia disse "Deixai vir a mim as criancinhas", esses seres terríveis de quatro patas e goelas imortais.... O McLeod dos berreiros.
.
Praia quase deserta, toalha esticada a muito custo perto das rochas para ter mais privacidade (Burra! Então não sabes que toda a gente escolhe estes sítios pelo mesmo motivo? Que os casalinhos vão passar por aí para ver se já está ocupado? E que as criancinhas adoram trepar as rochas e grunhir incessantemente como se não houvesse amanhã, como que para levar todos à loucura e ao ponto de realmente desejarem o fim do mundo? Burra!!)... Killah a proteger do sol... E pronto, tudo ready para encarnar o frango de churrasco que há em mim e começar a virar no espeto. Barriguinha... Já está. Toca a virar. Costas! Hmmm... Muitas fitas. Toca a desapertar tudo. Estou de costas e estou, por isso não é grave! Solzinho bom, silêncio, preguiça, FP 50, 0% de risco de escaldão... Tudo óptimo para dormir... "Papai, tá aqui uma minina nua!" Hein? Ó tu aí, tá o quê? Brasileira e moralista? Não acredito! Abro os olhos imperceptivelmente e deparo-me com quem? Corrijo, com quê? Um bitxo minúsculo, em pêlo (sem pêlos que ainda não tinha idade para isso) a apontar para mim (olha que apontar é feio e só por causa de merdas esse dedo havia de apodrecer e cair... e depois o outro e o outro e uma orelha e a língua...) e com ar indignado porque aqui a je estava "nua" aos olhos daquela eva pré-maçã menor de idade.
Nua?? Presa por ter cão, presa por não ter! Ora nem mais. Se assim vestida diz que estou nua, se tirar o top não vai fazer diferença. Ver para crer! Como eu gosto deste Tomé!
.
E foi assim que desci mais uns pontos aos olhos de alguns e subi vários aos olhos das minhas lentes de contacto.
.
.

3 comentários:

Amy Colline disse...

Tu e muita muita gente, com certeza. :]

Ahahah... Parti-me a rir com este post! Demais!

biga disse...

As praias deviam ser classificadas não como boas ou más e com a historinha das bandeiras mas sim como familiar ou nem por isso. Muito mais elucidativo.

ML disse...

Que grande post! Adorei a descrição! :):) Muito bom!